Guia PHP #1 - Links de Referência

Guia PHP #1 - Links de Referência

Se você participa de alguma comunidade de desenvolvedores, sabe que existem "tretas" acerca das linguagens de programação, muito por conta dos famosos fanboys que adoram depreciar outras linguagens para enaltecer a que eles trabalham.

Duas das linguagens que sofrem bastante com essas discussões são Java e PHP. A primeira por ter uma fama de ser lenta e extremamente verbosa, e a segunda por conta do seu passado onde não tinha nenhum tipo de padronização, que acabou se popularizando pelo seu estilo macarrônico de implementação.

Juntando essa má fama com o fato que as escolas de programação estão focando em stacks como Javascript (dá para usar em todas as camadas) e Python (muito forte na parte de dados e ML), vemos cada vez menos gente interessada em aprender essas linguagens.

O Java ainda tem como suporte a base acadêmica. Muitas faculdades tem disciplinas de Java em seus currículos, o que favorece a continuidade da formação de mão de obra. Mas, e o PHP?

O PHP ainda sofre, e muito, com o legado da sua má fama do passado. Pessoas que já trabalharam com o Wordpress/Joomla (CMS's desenvolvidos em PHP) são os maiores detratores da linguagem. Mas, elas não sabem que essas ferramentas não representam as melhores práticas, não representam a comunidade, e não representam o PHP de uma maneira geral.

Muitas empresas acabam entrando nessa onda por pura falta de informação, e acabam removendo o PHP das suas stacks para "aderir à uma linguagem melhor". No passado, eu já ouvi de um cliente, no momento da definição da stack de um projeto: "menos o PHP, por favor". Acho que já deu para entender o tamanho do preconceito com a linguagem, e o impacto que isso tem feito no mercado, né?

Com o objetivo de atrair mais pessoas a se interessarem pelo PHP, estou começando uma série de artigos para que possamos extrair o melhor da linguagem.

  • Links de referência;
  • Melhores práticas;
  • Design patterns;
  • Arquitetura de software;
  • etc.

Então, vamos lá conhecer os principais links para você sempre conseguir extrair o melhor do PHP.

Documentação

Como qualquer ferramenta do mundo da programação, o PHP tem uma documentação oficial. Eu considero uma das documentações mais fáceis de entender, e simples de navegar. Funções nativas, bibliotecas, padrões, versões, e muito mais coisas você irá encontrar por lá.

php.net/manual/pt_BR

Melhores Práticas

Bom, a documentação é um local para consultas contínuas sobre dúvidas pontuais. Mas, como eu posso melhorar meu conhecimento na linguagem aplicando as melhores práticas? O site "PHP The Right Way" aborda temas como code style, segurança, virtualização de aplicações, cacheamento, injeção de dependências, exceptions, etc. Estou deixando aqui o link para a versão em português, mas como quase tudo no mundo da programação, a versão em inglês é mais completa e atualizada.

br.phptherightway.com

PHP Standards Recommendation (PSR)

Padronização é algo essencial para que uma linguagem tenha uma adoção massiva em comunidades e empresas em geral. As PSR's tem esse objetivo, padronizar a maneira como o PHP implementa determinadas estruturas de código.

Como o nome já diz, é uma recomendação de padronização do PHP. Não é obrigatório implementar. Mas conhecer as PSR's e saber implementá-las (principalmente as de code style) são fundamentais para a evolução de qualquer pessoa que queira se aperfeiçoar no PHP.

php-fig.org/psr

Cursos

Sendo bem honesto, cursos básicos de PHP são todos muito parecidos e fica difícil diferenciar um do outro. Em casos como esse, eu recomendo pegar uma playlist no Youtube, verifica se ela é recente, se é um canal bem recomendado, e mete bala!

Para não dizer que não citei nenhum, eu recomendo essas 2 playlists do canal do Dani Krossing (em inglês):

Não vou nem dizer que meu curso está no forno. Ele está, digamos, preparando a massa ainda. :D

PHP Playground

Enquanto você estuda uma linguagem e não quer, ou ainda não sabe, instalar o ambiente na sua máquina, você pode usar o que chamamos de playground. Um ambiente online que te permite escrever trechos de código para aquela linguagem e "compilar" em tempo de execução.

Você pode colocar no Google [QualquerLinguagem] Playground que vai achar várias ferramentas, mas em todo caso, vou deixar um link aqui:

code.sololearn.com/wAQh3FwVdYGO

Bom, acredito que, para um primeiro artigo da série, tenha informações relevantes para todas aquelas pessoas que queiram ingressar no fantástico mundo do PHP. :)

Se você acha que esqueci de algo relevante que deveria estar nessa lista, comenta aí embaixo.

 
Share this